updated 7:44 PM UTC, Mar 19, 2020

Farmacêuticas e Farmacêuticos no enfrentamento do Covid-19

A capilaridade e distribuição geográfica das farmácias brasileiras, e o farmacêutico, pelas suas competências, habilidades e disponibilidade, representam frequentemente a primeira possibilidade de acesso ao cuidado em saúde. Portanto, frente à pandemia de Covid-19, as farmácias públicas e privadas deverão atuar como um importante instrumento da rede de atenção primária em saúde.

Sobre fé, santas e remédios: história de crianças com a Síndrome Congênita do Vírus Zika

Histórias marcantes e intensas como as que seguem no artigo de Ana Cláudia Knihs de Camargo falam de mulheres vivendo a maternidade de crianças com a Síndrome Congênita do Vírus Zika. Este é um dos textos produzidos no âmbito do projeto de pesquisa: “Zika e microcefalia: Um estudo antropológico sobre os impactos dos diagnósticos e prognósticos das malformações fetais no cotidiano de mulheres e suas famílias no estado de Pernambuco”.Histórias marcantes e intensas como as que seguem no artigo de Ana Cláudia Knihs de Camargo falam de mulheres vivendo a maternidade de crianças com a Síndrome Congênita do Vírus Zika. Este é um dos textos produzidos no âmbito do projeto de pesquisa: “Zika e microcefalia: Um estudo antropológico sobre os impactos dos diagnósticos e prognósticos das malformações fetais no cotidiano de mulheres e suas famílias no estado de Pernambuco”.

Ofensiva do mercado para implantar EaD em curso de Saúde é combatida por entidades

O parecer, que será encaminhado ao Ministério da Educação (MEC), foi elaborado pela Comissão Intersetorial de Recursos Humanos e Relações de Trabalho (CIRHRT/CNS). A Federação Nacional dos Farmacêuticos participou ativamente do debate que resultou neste parecer, representada pela sua diretora de Educação, Silvana Nair Leite. “Eu tinha assento na Câmara Técnica da CIRHRT. Participei desta discussão e contribui bastante deste tema. Muitas reuniões da Câmara ao longo de 2019 foram dedicadas para aprofundar essa discussão. Trouxe minha experiência como professora universitária”. 

Pesquisadores comentam as ameaças ao programa brasileiro de HIV/Aids

Com uma atuação marcada por quebra de patentes, distribuição de medicamentos e combate à homofobia, o Brasil se consolidou como referência internacional em políticas públicas de enfrentamento à epidemia de HIV/Aids ao longo dos anos 1990 e 2000. Essa trajetória foi analisada pelos historiadores Marcos Cueto e Gabriel Lopes, da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz). Na entrevista eles alertam para as ameaças que o retrocesso nestas políticas podem trazer para o país. 

25 de novembro: Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres

Em 1999, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu, no dia 25 de novembro, o Dia Internacional de Luta contra a Violência sobre a Mulher. Essa data foi escolhida para homenagear as irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas”, que combatiam fortemente o regime ditatorial de Rafael Leônidas Trujillo, na República Dominicana, sendo assassinadas pelo governo extremista.m 1999, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu, no dia 25 de novembro, o Dia Internacional de Luta contra a Violência sobre a Mulher.

Escola Nacional dos Farmacêuticos tem nova coordenação

Tomou posse, no dia 28 de agosto, a nova diretoria da Escola Nacional dos Farmacêuticos. As eleições ocorreram dia 16 de agosto e contou com a participação de 25% dos farmacêuticos filiados. A chapa única "Educação Farmacêutica: Resistir é Preciso!" foi eleita para conduzir a escola para o triênio 2019-2022. A farmacêutica Silvana Nair Leite foi reconeduzida na coordenação geral da Escola.

Medicamento e direito à Saúde na programação da 16ª CNS

A Escola Nacional dos Farmacêuticos e a Federação Nacional dos Farmacêuticos, em conjunto com o Comitê Nacional para a Promoção do Uso Racional de Medicamentos, promovem debates durante a 16ª Conferência Nacional de Saúde (8ª+8)para discutir o direito constitucional do acesso a medicamentos no Sistema Único de Saúde.

Frente Parlamentar em Defesa da Assistência Farmacêutica é relançada no Congresso Nacional

O Congresso brasileiro voltou a ter uma Frente Parlamentar em Defesa da Assistência Farmacêutica. O ato de relançamento aconteceu nesta quarta-feira (28), no Salão Nobre da Câmara dos Deputados, em Brasília. A iniciativa é fruto da parceria da deputada federal Alice Portugal (PCdoB/BA), da Federação Nacional dos Farmacêuticos (Fenafar), do Conselho Federal de Farmácia (CFF), além de outros parlamentares e entidades atuantes na área.

Assinar este feed RSS